foto2.jpg
Está aqui:   Início Lampejos Carmelitas
Lampejos Carmelitas
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 5.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

5º DIA: MARIA, SENHORA DA OFERENDA

 

alt 


À escuta da Palavra: A apresentação de Jesus no Templo (Lc 2, 22-32)

 

Quando se cumpriu o tempo da sua purificação, segundo a Lei de Moisés, levaram-no a Jerusalém para o apresentarem ao Senhor, conforme está escrito na Lei do Senhor: «Todo o primogénito varão será consagrado ao Senhor» e para oferecerem em sacrifício, como se diz na Lei do Senhor, duas rolas ou duas pombas. Ora, vivia em Jerusalém um homem chamado Simeão; era justo e piedoso e esperava a consolação de Israel. O Espírito Santo estava nele. Tinha-lhe sido revelado pelo Espírito Santo que não morreria antes de ter visto o Messias do Senhor. Impelido pelo Espírito, veio ao templo, quando os pais trouxeram o menino Jesus, a fim de cumprirem o que ordenava a Lei a seu respeito. Simeão tomou-o nos braços e bendisse a Deus, dizendo: «Agora, Senhor, segundo a tua palavra, deixarás ir em paz o teu servo, porque meus olhos viram a Salvação que ofereceste a todos os povos, Luz para se revelar às nações e glória de Israel, teu povo.»

 

Reflexão: Experimentemos ser espectadores deste episódio: Maria, José e Jesus, uma família, que se dirige ao Templo para oferecer o menino ao Senhor. Se quisermos traduzir em termos da nossa cultura é algo como quando a família se prepara para levar o menino ao baptismo. Muito provavelmente aconteceu-nos muitas vezes assistir a esta festa. Procuremos perscrutar o coração da Mãe: ela oferece a Deus com todo o coração o Menino que nasceu dela. Somos capazes de a imitar na nossa vida de cada dia?

 

Oração: Filha de Sião, Senhora da oferenda, purifica os nossos corações para que pertençam totalmente a Jesus. Filha de Sião, Senhora da oferenda, liberta os nossos corações para que sem medo possam ser totalmente propriedade Sua. Filha de Sião, terna Mãe, faz o nosso coração semelhante ao teu.

 

Compromisso: Despojar-me de algo a que estou muito ligado para doá-lo a alguém que me é particularmente antipática, com o fim de imitar a Mãe do Senhor que ofereceu o seu Filho com coração puro.

 

 
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 6.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

6º DIA: MARIA, A INFATIGÁVEL BUSCADORA DE DEUS

 

 alt


À escuta da Palavra: O encontro no Templo (Lc 2, 41-50)

 

Os pais de Jesus iam todos os anos a Jerusalém, pela festa da Páscoa. Quando Ele chegou aos doze anos, subiram até lá, segundo o costume da festa. Terminados esses dias, regressaram a casa e o menino ficou em Jerusalém, sem que os pais o soubessem. Pensando que Ele se encontrava na caravana, fizeram um dia de viagem e começaram a procurá-lo entre os parentes e conhecidos. Não o tendo encontrado, voltaram a Jerusalém, à sua procura. Três dias depois, encontraram-no no templo, sentado entre os doutores, a ouvi-los e a fazer-lhes perguntas. Todos quantos o ouviam, estavam estupefactos com a sua inteligência e as suas respostas. Ao vê-lo, ficaram assombrados e sua mãe disse-lhe: «Filho, porque nos fizeste isto? Olha que teu pai e eu andávamos aflitos à tua procura!» Ele respondeu-lhes: «Porque me procuráveis? Não sabíeis que devia estar em casa de meu Pai?» Mas eles não compreenderam as palavras que lhes disse.

 

Reflexão: Maria e José estão angustiados pela perda do seu Filho Jesus. Põem-se a caminho para o buscar e encontram-no depois de três dias. Também na nossa vida, Jesus parece que se esconde e nos deixa sós. Que fazemos? Desesperamos? Voltamo-nos para outros bens? Ou pomo-nos a caminho para encontrar Jesus e não perdê-lo jamais? Maria e José ensinam-nos a ser buscadores de Deus, porque fomos feitos para Ele e o nosso coração anda inquieto até que repouse n’Ele (Santo Agostinho).

 

Oração: Doce Maria, infatigável buscadora de Deus, dá-nos a mesma força que tiveste para buscar o teu Jesus, que se perdera no Templo. Doce Maria, infatigável buscadora de Deus, guia os nossos passos para que no caminho da vida possamos sempre seguir Jesus, farol que ilumina. Doce Maria, pura Mãe, sê tu mesma a nossa companheira no nosso caminhar para Jesus.

 

Compromisso: Orar mais nos momentos em que me parece que Jesus me abandonou.

 
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 1.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

1º DIA: MARIA, EXEMPLO DE ACOLHIMENTO

 

alt


À escuta da Palavra: A Anunciação (Lc 1, 26- 38)

 

Ao sexto mês, o anjo Gabriel foi enviado por Deus a uma cidade da Galileia chamada Nazaré, a uma virgem desposada com um homem chamado José, da casa de David; e o nome da virgem era Maria. Ao entrar em casa dela, o anjo disse-lhe: «Salve, ó cheia de graça, o Senhor está contigo.» Ao ouvir estas palavras, ela perturbou-se e inquiria de si própria o que significava tal saudação. Disse-lhe o anjo: «Maria, não temas, pois achaste graça diante de Deus. Hás-de conceber no teu seio e dar à luz um filho, ao qual porás o nome de Jesus. Será grande e vai chamar-se Filho do Altíssimo. O Senhor Deus vai dar-lhe o trono de seu pai David, reinará eternamente sobre a casa de Jacob e o seu reinado não terá fim.» Maria disse ao anjo: «Como será isso, se eu não conheço homem?» O anjo respondeu-lhe: «O Espírito Santo virá sobre ti e a força do Altíssimo estenderá sobre ti a sua sombra. Por isso, aquele que vai nascer é Santo e será chamado Filho de Deus. Também a tua parente Isabel concebeu um filho na sua velhice e já está no sexto mês, ela, a quem chamavam estéril, porque nada é impossível a Deus.» Maria disse, então: «Eis a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra.» E o anjo retirou-se de junto dela.

 

Reflexão: Os evangelhos começam apresentando Maria como mulher que acolhe o projecto de Deus, em atitude de oração. Ela escuta, medita, consente e responde “sim” a Deus que chama. Numa palavra: acolhe. Este acolhimento engendra nela a Vida. “A Palavra fez-se carne”.

 

Oração: Santa Maria, mulher do acolhimento, faz-nos teus imitadores e imitadoras, para que possamos em cada dia gerar Jesus, em cada situação da nossa vida. Santa Maria, mulher do acolhimento, ensina-nos a meditar a Palavra de Deus como tu o fazias, para que em cada momento da nossa vida saibamos acolhê-la para nos deixarmos guiar por ela. Santa Maria, Flor do Carmelo, escuta a nossa oração.

 

Compromisso: Ler uma página do Evangelho e reflectir sobre ela para procurar o que Deus quer de mim na minha vida de cada dia.

 
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 2.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

2º DIA: MARIA, ESPLÊNDIDA NO SERVIÇO

 

alt


À escuta da Palavra: A Visitação (Lc 1, 39-45)

 

Por aqueles dias, Maria pôs-se a caminho e dirigiu-se à pressa para a montanha, a uma cidade da Judeia. Entrou em casa de Zacarias e saudou Isabel. Quando Isabel ouviu a saudação de Maria, o menino saltou-lhe de alegria no seio e Isabel ficou cheia do Espírito Santo. Então, erguendo a voz, exclamou: «Bendita és tu entre as mulheres e bendito é o fruto do teu ventre. E donde me é dado que venha ter comigo a mãe do meu Senhor? Pois, logo que chegou aos meus ouvidos a tua saudação, o menino saltou de alegria no meu seio. Feliz de ti que acreditaste, porque se vai cumprir tudo o que te foi dito da parte do Senhor.»

 

Reflexão: Logo que recebe o anúncio do Anjo, a Mãe do Senhor põe-se a caminho para saudar e ajudar a sua prima Isabel, já idosa, que espera um menino. O Evangelho diz-nos que ela caminha à pressa, para pôr-se ao serviço da que tem necessidade. A Virgem não se ensoberbece (o anúncio não lhe sobe à cabeça), porque nela cumprir-se-á a esperança de Israel, mas com grande humildade vai prestar um serviço nas mais pequenas e simples tarefas do lar.

 

Oração: Maria, perita no serviço, ajuda-nos a compreender que somente sendo servos uns dos outros é que podemos ser verdadeiros discípulos do teu Filho. Maria, perita no serviço, torna-nos capazes de estar sempre disponíveis para com aqueles que diariamente encontramos no nosso caminho. Maria, Virgem Mãe, ajuda-nos a adiantar-nos com gestos de mútua caridade.

 

Compromisso: Prestar ajuda às pessoas que estão próximas de mim. E para imitar mais fielmente a Virgem, procurar ser mais serviçal para com aquelas pessoas que me parecem que são menos simpáticas.

 

 
Novena de Nossa Senhora do Carmo - 3.º Dia PDF Versão para impressão Enviar por E-mail

3º DIA: MARIA, MÃE QUE NOS VESTE COM O ESCAPULÁRIO

 

alt


À escuta da Palavra: O nascimento (Lc 2, 1-20)

 

Por aqueles dias, saiu um édito da parte de César Augusto para ser recenseada toda a terra. Este recenseamento foi o primeiro que se fez, sendo Quirino governador da Síria. Todos iam recensear-se, cada qual à sua própria cidade. Também José, deixando a cidade de Nazaré, na Galileia, subiu até à Judeia, à cidade de David, chamada Belém, por ser da casa e linhagem de David, a fim de se recensear com Maria, sua esposa, que se encontrava grávida. E, quando eles ali se encontravam, completaram-se os dias de ela dar à luz e teve o seu filho primogénito, que envolveu em panos e recostou numa manjedoura, por não haver lugar para eles na hospedaria. Na mesma região encontravam-se uns pastores que pernoitavam nos campos, guardando os seus rebanhos durante a noite. Um anjo do Senhor apareceu-lhes, e a glória do Senhor refulgiu em volta deles; e tiveram muito medo. O anjo disse-lhes: «Não temais, pois anuncio-vos uma grande alegria, que o será para todo o povo: Hoje, na cidade de David, nasceu-vos um Salvador, que é o Messias Senhor. Isto vos servirá de sinal: encontrareis um menino envolto em panos e deitado numa manjedoura.» De repente, juntou-se ao anjo uma multidão do exército celeste, louvando a Deus e dizendo: «Glória a Deus nas alturas e paz na terra aos homens do seu agrado.» Quando os anjos se afastaram deles em direcção ao Céu, os pastores disseram uns aos outros: «Vamos a Belém ver o que aconteceu e que o Senhor nos deu a conhecer.» Foram apressadamente e encontraram Maria, José e o menino deitado na manjedoura. Depois de terem visto, começaram a divulgar o que lhes tinham dito a respeito daquele menino. Todos os que ouviram se admiravam do que lhes diziam os pastores. Quanto a Maria, conservava todas estas coisas, ponderando-as no seu coração. E os pastores voltaram, glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham visto e ouvido, conforme lhes fora anunciado.

 

Reflexão: O evangelista Lucas transmite-nos o gesto carinhoso e materno de Maria que envolve em panos o pequenino Jesus. Um gesto que toda a Mãe já fez, em sinal de protecção e de cuidado. Também nós somos revestidos com o vestido de Maria, nossa Mãe e Irmã, através do Escapulário. Ela cuida de cada um de nós e protege-nos. Envolve-nos com o seu manto para que cresçamos fortes e robustos na escola de seu Filho.

 

Oração: Virgem Mãe, que envolveste em panos o teu Filho Jesus, ensina-nos a ser sempre pequenos para que nos deixemos “levar nos braços” do bom Deus”. Virgem Mãe, que envolveste em panos o teu Jesus, ajuda-nos a revestir-nos do teu Filho, para que sejamos em cada dia sinal do amor de Deus.

 

Compromisso: Revestir-me do Escapulário para testemunhar também exteriormente o meu amor a Jesus e a Maria. Sobretudo quero que o Escapulário me recorde que devo viver em cada dia na escola de Jesus, a exemplo de Maria.

 

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Seguinte > Final >>

Pág. 9 de 82

Calendário Carmelita

Abril 2019
D S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 1 2 3 4

Estatísticas

Visualizações de conteúdos : 2085745

Utilizadores Online

Temos 39 visitantes em linha