Mensagem do Prior Geral à Ordem, sobre o Coronavírus

 

Queridos irmãos e irmãs,

na situação especial que estamos a viver quero dirigir uma palavra de apoio a todos os nossos irmãos que de algum modo sofrem a dor da difusão constante do vírus Covid-19. Aqui, na Cúria, recebemos as instruções do Governo italiano e fazemos tudo o que podemos para cumpri-las. Isto supôs dizer aos nossos colaboradores que deixem de vir trabalhar até que recebamos novas instruções. Organizámos a nossa vida de maneira a que nenhum de nós acolherá ninguém em casa nem sairá de casa até que seja revogada a proibição, exceptuando as emergências e os serviços básicos. Reconhecemos o sacrifício que isto comporta. Mas acreditamos que temos de deixar-nos guiar pelo conselho dos entendidos.

Temos presente na nossa mente e na nossa oração os que morreram e as suas famílias que sofrem. Rezaremos por todos os que trabalham no campo da saúde, para que os investigadores consigam identificar este vírus e encontrem a melhor maneira de proteger a população da infecção e também para que os médicos e enfermeiros consigam ajudar a todas as vítimas.

Não podemos perder a confiança nem deixarmo-nos dominar pelo medo. Esta experiência leva-nos a reflectir sobre até que ponto somos impotentes, apesar dos nossos progressos. Em situações como esta damo-nos conta, com maior clareza, que sem Deus não podemos fazer nada. Temos, pois, uma ocasião propícia para renovar a nossa fé em Deus e o nosso compromisso frente ao bem-estar comum e especialmente o nosso cuidado com os pobres, os que têm menos possibilidades quando a vida se torna mais difícil. Durante o tempo que permanecermos fechados em nossas casas podemos reunir-nos para reflectir e rezar mais, como Maria, a Mãe de Deus, que guardava todas estas coisas meditando-as em seu coração.

13 de Março de 2020

Míceál O'Neill, O.Carm.

Prior Geral

Caminhos Carmelitas

  • 2º Domingo do Tempo Comum – Ano B
    Vinde ver O Evangelho deste segundo Domingo do Tempo Comum (cf. Jo 1, 35-42) apresenta o encontro de Jesus com os seus primeiros discípulos. A cena tem lugar no rio Jordão, um dia depois do baptismo...
  • Alarmismos
    Alarmismos! Uma prova de maturidade, e de ter aprendido a ver a vida e a entendê-la, é não ir atrás de entusiasmos fáceis e de receitas simplistas. Nem perder a cabeça e a paz porque “está...
  • A oração de louvor
    Uma dimensão importante da oração é o louvor. Os Santos mostram-nos que se pode louvar sempre a Deus, tanto nas horas felizes da vida como nas adversidades. No “Cântico das Criaturas”, São Francisco...
  • Algumas sugestões colhidas dos Magos
    Os Magos sugerem-nos que, para encontrar, é necessário procurar; para aprender, faz falta perguntar; para alcançar, impõe-se persistir; para receber, urge saber oferecer; para continuar o caminho de...
  • Domingo da Epifania do Senhor – Ano B
    “Onde está o rei dos judeus que acaba de nascer?” (Mt 2, 2) Os estudiosos da Escritura do tempo de Jesus conheciam perfeitamente a palavra de Deus. Eram capazes de dizer sem qualquer...
  • Tal Filho (Jesus), tal Mãe (Maria)
    Existe melhor cumprimento que dizer a uma mãe: “o seu filho é parecido consigo?” Maria preferia seguramente que lhe dissessem: “É parecida com o seu Filho!” Na Anunciação, ao...

Santos Carmelitas