Revista “Família Carmelita” - Nº 75 (2016)

alt 

Acaba de sair mais um número da revista Família Carmelita, da Ordem do Carmo em Portugal, relativo ao mês de Dezembro.

O seu conteúdo privilegia, sobretudo, como temos tentado fazer, a espiritualidade a a história carmelitas. Mas não são esquecidos temas com ligação a três acontecimentos marcantes que abrangem o ano que está a terminar e o que aí vem: um relativo à Igreja universal (Jubileu da Misericórdia), outro à Igreja portuguesa (Centenário das Aparições de Fátima) e, finalmente, outro relativo à Ordem do Carmo (450º aniversário do nascimento de Santa Maria Madalena de Pazzi). No âmbito da Família do Carmelo registe-se também a canonização da Carmelita Descalça Isabel da Trindade, pelo Papa Francisco, no passado dia 16 de Outubro de 2016.

Com o Advento, iniciamos mais um ano pastoral em que o Evangelho de Mateus nos vai acompanhar em grande parte desta etapa da vida eclesial. Família Carmelita apresenta um artigo de  um biblista que poderá ajudar na compreensão do Evangelho de São Mateus. Também faz parte do conteúdo deste número da revista um artigo com o título sugestivo: “Os três verbos da pastoral vocacional: 'sair, ver e chamar'”. Hoje e sempre, o tema da vocação está sempre presente na vida da Igreja e das comunidades cristãs. Não é uma missão que diz respeito a uns poucos mas a todo o povo de Deus.

Apesar das nossas pobrezas e feridas, como Carmelitas não cessamos de colocar os olhos no Profeta Elias e na Bem-Aventurada Virgem Maria do Monte Carmelo para aprendermos continuamente a cultivar um encontro pessoal com o Senhor Jesus Cristo e a servi-Lo “fielmente com coração puro e boa consciência” (Regra 2). É deste encontro que aprenderemos a escutar-nos e a escutar o apelo para sairmos das nossas “seguranças” para sermos missionários da ternura e do amor de Deus relativamente aos que vivem nas periferias geográficas e existenciais, onde Cristo já se encontra e nos espera.

 

Caminhos Carmelitas

  • Por que procuramos o Senhor?
    De facto, Jesus diz: «buscais-me, não porque vistes os milagres, mas porque comestes dos pães e ficastes saciados»… Eis então uma primeira pergunta que todos podemos fazer a nós mesmos: por que...
  • Pergunta-te: o que faria Jesus?
    “Fazei o que Ele vos disser…”. Seguir Jesus é também imitá-Lo, viver com Ele e como Ele, para reinar, depois, com Ele. Pergunta com frequência: que pensaria, que diria, que faria Jesus neste caso?...
  • 18º Domingo do Tempo Comum – Ano B
    – Nestes últimos Domingos, a liturgia mostrou-nos a imagem cheia de ternura de Jesus que vai ao encontro das multidões e das suas necessidades. Na narração evangélica de hoje (cf. Jo 6,...
  • A alegria do amor divino
    Santa Teresa do Menino Jesus advertiu que a alegria do amor divino é muito maior quando pode dar muito; alegria do pai do filho pródigo que faz um banquete em sua honra; afirmação de Jesus de que há...
  • Beato Tito Brandsma – 27 de Julho
    Hoje, 27 de Julho, a Ordem do Carmo celebra a “memória litúrgica” do Beato Tito Brandsma, O. Carm. O Padre Tito Brandsma foi um carmelita holandês que morreu no Campo de Concen­tração de Dachau, em...
  • 17º Domingo do Tempo Comum – Ano B
    O Evangelho da Liturgia deste Domingo narra o célebre episódio da multiplicação dos pães e dos peixes, com o qual Jesus dá de comer a cerca de cinco mil pessoas que o vieram ouvir (cf. Jo 6, 1-15)....

Santos Carmelitas