Mensagem de Natal do Comissário Geral da Ordem do Carmo em Portugal

NATAL DE 2020

“Em sintese, na liturgia antiga da Ordem sob uma figura de São José descobriram um compêndio da espiritualidade do Carmelo:

  • A puritas cordis que torna possível a visão de Deus;
  • A união com Maria;

E o deenvolvimento da vida mística apresentada como concepção e nascimento do Verbo Encarnado na alma pura. Por isso, São José é celebrado como o espelho da vida mística carmelita em Deus ”.

( Da Carta Circular dos Superiores Gerais da Ordem do Carmo e da Ordem do Carmelitas Descalços,  O Patrocinio de S. José no Carmelo )

O Comissariado Geral da Ordem do Carmo em Portugal  deseja um Santo e Feliz Natal e um Próspero Ano Novo de 2021.

Neste Ano Litúrgico, especialmente dedicado à figura de S. José, o Esposo da Virgem Maria e o Patrono da Igreja, renovemos a nossa Fé e a nossa Confiança em Deus.

Os tempos que vivemos convocam-nos ao anúncio vivo e convicto do Evangelho da Salvação, levando uma Palavra de Esperança que se identifica mais desanimados.

Contemplando S. José, imitemos as virtudes da Sagrada Família nas nossas comunidades e nas nossas famílias.

Que Maria, a Senhora do Carmo, estenda sobre nós o seu manto de misercóridia e ternura.

Renovamos os votos de Santo e Feliz Natal 2020 e dum Ano de 2021 repleto de Paz, Alegria e Bênçãos de Deus.

Caminhos Carmelitas

  • Confissão, sacramento da alegria
    Qual é o centro: os pecados ou o Pai que perdoa todos os pecados? O Pai. Não vamos confessar-nos como pessoas castigadas que se devem humilhar, mas como filhos que correm para receber o abraço do...
  • Festa da exaltação da santa cruz
    «Nós – declara São Paulo – pregamos Cristo crucificado (…), poder e sabedoria de Deus». Entretanto o Apóstolo não esconde que a cruz, aos olhos da sabedoria humana, aparece diversa: é...
  • Mão amiga e benfazeja
    Sendo a mão de Deus tão leve e suave, como é que a sente tão pesada e adversa? Sem pressionar ou apertar, Deus apenas a tocou misericordiosamente para lhe trazer benefícios e não para a castigar....
  • 24º Domingo do Tempo Comum – Ano B
    O texto evangélico do 24º Domingo do Tempo Comum – Ano B, descreve a cegueira de Pedro que não entende a proposta de Jesus quando fala do sofrimento e da cruz. Pedro aceita Jesus como Messias,...
  • Somos filhos de Deus
    Na Carta aos Gálatas, São Paulo exorta os cristãos a não esquecerem a novidade radical que supõe o batismo na vida dos fiéis. O batismo não é meramente um rito exterior. Ser batizado significa...
  • És morada de Deus, sempre e em toda a parte
    Pensais que importa pouco a uma alma distraída (…) ver que, para falar a seu Eterno Pai, não precisa de ir ao Céu, nem para se consolar com Ele é mister falar em voz alta? Por muito baixo que fale,...

Santos Carmelitas